Você já ouviu falar em Blefarospasmo? E em Tremor nas Pálpebras? Conheça as causas!

Reprodução: Google

Se você já sentiu as pálpebras tremerem “do nado” e involuntariamente é porque tem o famoso blefarospasmo ou mais comumente chamado de “tremor nas pálpebras”.

  • Mas, será que isso é muito sério?
  • Por que será que as pálpebras tremem?
  • Qual a recomendação?
  • Os Sintomas?

Confira todas essas respostas no texto abaixo

Andrea Lima Barbosa é doutora da Clínica dos Olhos de São Francisco de Assis, no Rio de Janeiro, e diz que “é sempre preocupando para a pessoa e o mais sensato é procurar um especialista. Esse tremor palpebral em episódios é uma luz vermelha avisando que algo não vai bem”.

Quanto às causas, a médica afirma que podem ser várias, como a fadiga, o estresse, o excesso de cafeína ou mesmo a secura nos olhos.

Porém, a opinião dos médicos em geral diz que o estresse é o grande campeão, sendo a maior causa na maior parte dos casos, no mundo todo.

Para tratar o tremor é preciso procurar um médico, mas como a agenda muitas vezes é difícil de ser conciliada, alguns profissionais recomendam aplicar gelo, de forma suave, a fim de anestesiar o local, o que vai amenizar a “tremedeira”.

Além disso, eles avisam que podem ser também indicado um remédio relaxante muscular, mas isso acontece em alguns raros casos, onde os sintomas são mais radicais. Já para todos os casos, uma saída é amenizar os estresse e o trabalho e isso pode ser feito com a prática de um exercício físico, por exemplo.

Para Luiz Carlos Portes, que é ex-presidente do conselho consultivo da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, outros fatores também podem ser desencadeantes, como a carência de vitaminas, idade avançada ou o excesso de horas frente ao computador, entre outros motivos.

Reprodução: Google

Além disso, doenças da visão, como conjuntivite e olho seco também pode provocar os “espasmos”. E isso sem contar ainda com doenças mais crônicas, como o mal de Parkinson e a Síndrome de Tourette, que é uma desordem neuroquímica ou neurológica, que se mostra em movimentos repentinos.

“Há pessoas que ao ficarem estressadas, sentem azia. Outras têm dor nas costas e algumas têm este tremor. É difícil, mas é preciso achar um caminho para não sentir tudo isso”, garante Portes.

Entenda, de uma vez por todas, o que é e como funciona a Homeopatia

“Você tem que se perguntar o que vai fazer da sua vida. Como anda o trabalho e os relacionamentos. Eu indico relaxamento, ioga, meditação, algo para acalmar. E, na medida do possível, evitar se estressar”, comenta Andrea Barbosa.

Com informações do perfeitoguru e uol

Comente!

comentário