Você gostou das séries sobre Pablo Escobar? O filho mais famoso dele não! Descubra o motivo!

Reprodução: Google
Não me oponho que as histórias sejam contadas, mas sim que glorifiquem os criminosos e mostrem o tráfico de drogas com glamour, pois isso confunde os jovens”!

Assim declarou o filho mais famoso do chefão do Narcotráfico, Periódico Sebastián Marroquin, ao falar à um jornal espanhol sobre séries que narram a história de Pablo Escobar, tais como Narcos, protagonizada pelo brasileiro Wagner Moura.

Nota: Periódico Sebástian Marroquin mudou o nome para Juan Pablo Escobar, logo após a morte do pai.

“Todos os dias recebo mensagens de jovens me pedindo ajuda para ser como meu pai. Querem ser bandido, me mandam fotos vestidos como ele, com seu bigode, seu penteado, fazendo todo elogio à violência. As narcos séries convertem meu pai em um herói e incentivam nos jovens a ideia de que ser narcotraficante é legal”, ele disse.

A Bela e a Fera: Emma Watson será a Bela e Relacionamento Gay será novidade em filmes da Disney

Atualmente com 39 anos, Juan diz que já enumerou vários erros nas séries exibidas na Netflix. “Propus à eles contar a história completa, sem manipular, mas me disseram que não interessava à eles, que minha família não sabia de nada. Preferiram as invenções de roteiristas que escrevem da Califórnia”, ele lamentou.

O filho mais famoso de Escobar tinha 16 anos quando o pai for morto pela polícia colombiana, em 1993. Depois disso, Juan refez sua vida na Argentina e, em 2014, publicou o livro “Pablo Escobar. Meu Pai: As histórias que não deveríamos saber”. O livro está disponível na Saraiva, por R$ 38,90 ou na Amazon, por R$ 29,90!

Sobre Pablo Escobar

Nasceu em Rionegro em 1949 e morreu em Medellín em 1993. Foi um narcotraficante colombiano que conquistou fama ao ser considerado o “senhor da droga”, tornando-se um dos homens mais ricos do mundo, devido ao tráfico de cocaína nos Estados Unidos e outros países.

Reprodução: Google

Foi em 1975 que Escobar começou a desenvolver a operação da venda da droga. Ele mesmo fez as primeiras viagens entre a Colômbia e o Panamá. Mais tarde, comprou 15 aviões novos e maiores, além de 6 helicópteros. A primeira prisão do narcotraficante aconteceu em 1976! Saiba Mais!

Com informações do Correio do Povo

Comente!

comentário