O que significam as luzes das aeronaves e por que elas têm cores diferentes?

Reprodução: Google
Todas as aeronaves possuem luzes nas pontas das asas e, na regra, elas são vermelhas no lado esquerdo, verdes no lado direito e brancas na cauda. Na linguagem da aeronáutica, são chamadas de luzes de navegação ou luzes de anticolisão. A principal função delas não é iluminar o caminho, como muitos pensam, e sim indicar para outros aviões e helicópteros que se aproximam qual a direção que ele está seguindo.

Assim fica fácil: quando um piloto avista outro avião à frente e à direita, se ele enxergar uma luz verde significa que o avião à frente já cruzou o seu caminho e está afastando. Agora, caso a luz seja vermelha na ponta da asa, é um sinal de que os aviões vão cruzar o mesmo ponto.

Assim, para evitar uma colisão aérea, um deles deve ceder a passagem, fazendo uma curva de emergência.

No caso de ultrapassagens, é possível quando ambos estão voando na mesma direção. Para permitir a ultrapassagem, o avião à frente deve simplesmente manter o mesmo rumo, a mesma velocidade e a mesma altitude. Já o avião mais veloz, que provavelmente virá de trás, deve fazer as manobras para desviar e evitar a colisão.

No céu, a ultrapassagem deve ser feita pela direita, conforme o regulamento de tráfego.

Os acidentes aéreas com colisão costumam ser raros, mas podem acontecer, como no caso do Boeing da Gol e o Legacy, que foi considerado um dos piores acidentes da aviação brasileira. Na ocasião, os 2 aviões bateram com as asas no ar. O acidente deixou 154 mortos.

Curiosidade: Por que alguns aviões possuem as pontas das asas dobradas?

Porque melhora a eficiência e reduz os custos operacionais dos aviões. Essa parte é chamada de winglets e é uma pequena superfície vertical que dá a impressão que as pontas das asas estão dobradas. Embora deixem os aviões mais bonitos, a utilização não é estética, e sim voltada para a aerodinâmica.

Com informações da UOL

Comente!

comentário