Carro Voador em 2020… A Toyota aprova!

Reprodução: Google

375 mil dólares! Esse é o valor que a Toyota investirá no Carro Voador, que é um projeto que já vem sendo desenvolvido voluntariamente por um de seus funcionários desde 2012. A equipe quer usar o SkyDrive na abertura da Olimpíada de 2020, que acontecerá em Tóquio.

A Toyota, por sua vez, anunciou um fundo de investimento de mais de 9,3 bilhões de dólares para apoiar novas tecnologias.

A equipe ganhou o nome de “Cartivator”, que vem das palavras “Carro” e “Cultivador”. Nos últimos 5 anos, 30 trabalhadores da montadora receberam financiamento coletivo online, mas só agora conseguiram conquistar o apoio da empresa.

Reprodução: Google

Takeshi Uchiyamada é diretor-executivo da montadora e disse, em entrevista ao Nikkei Asian Review, que um projeto não avança se a empresa investir só quando a tecnologia está pronta. Esse é o motivo da liberação da verba para o grupo.

O SkyDrive terá uma velocidade máxima de 100 quilômetros por hora a 10 metros de altura e de 150 quilômetros por hora quando estiver no solo.

O primeiro teste deve acontecer em julho, com um modelo que tem 20% do tamanho original e é controlado remotamente.

A ideia é que o projeto acenda a tocha olímpica. “Nosso objetivo é criar um mundo onde qualquer pessoa possa voar no céu a qualquer hora, até 2050”, afirmaram os desenvolvedores.

Então, conforme cronograma da equipe, o foco é:

  • Lançar um protótipo até 2018,
  • Ter a versão comercial até 2020, e
  • Criar um mundo nas alturas até 2050.

Confira no vídeo:

Com essa notícia, a Toyota conseguiu entrar na corrida pelo desenvolvimento do primeiro carro voador do mundo, que ainda só está em protótipos.

Uma das concorrentes diretas é a Kitty Hawk, uma startup americana que é financiado por ninguém menos do que o cofundador do Google, Larry Page, que já trabalha em um modelo chamado de Flyer.

Outra é a francesa Airbus, que fabrica aeronaves e planeja testes. A Uber também está na briga, ao menos é o que dizem os analistas do mercado, que afirmam que a empresa lançará serviços de táxis voadores.

Com informações do Estadão

Comente!

comentário